Post do Leitor

Post do leitor – William Soares Gonçalves

[O nosso leitor William Soares Gonçalves, aluno do final do ciclo do Ensino Fundamental na Escola Estadual Profª. Zeicy Apparecida Nogueira Baptista, em Taboão da Serra/SP, enviou mais um interessante texto para a Página Internacional. Sua nova análise trata dos investimentos que estão sendo feitos para a Copa do Mundo de 2014. Tema complexo que, ao mesmo tempo em que envolve uma destacada dimensão internacional de prestígio perante os demais países, gera questionamentos inevitáveis quando são analisados os elevados gastos internos… Ótima leitura a todos! E aproveitamos para lembrar que para ter seu texto publicado no blog, basta entrar em contato com a equipe pelo e-mail: [email protected]]

A beleza custa caro 

A Copa do Mundo é, sem dúvida, um dos eventos esportivos mais bonitos e importantes do mundo, bem como uma grande fonte de renda para seu país-sede. A Copa do Mundo de 2014 irá acontecer no nosso querido Brasil, e é a partir disso que surge o tema deste texto.

Primeiramente, faço uma pergunta: o Brasil está mesmo preparado para sediar um evento de tamanha importância e que envolve praticamente o mundo inteiro? Fomos escolhidos para sediar a Copa no ano de 2007 e ainda falta muita coisa para ser feita. Isso inclui a melhoria da infraestrutura do país em aeroportos; meios de locomoção, tais como as estradas; e principalmente a melhoria da segurança para as pessoas que vierem assistir aos jogos.

Mas, infelizmente, o que mais preocupa não é só o bem-estar das pessoas que assistirão aos jogos, mas sim os gastos absurdos feitos nos investimentos para as construções e reformas de estádios. Não dá pra entender como são feitos tantos investimentos assim em um país em que ainda há tanta gente passando fome, morando nas ruas, com precariedade na segurança, na educação e em tantas outras coisas que merecem atenção especial das autoridades.

Quando o “Itaquerão”, a arena corinthiana, estiver pronto, os investimentos feitos ultrapassarão a quantia de meio bilhão de reais – eu digo meio bilhão! O pior de tudo é que 70% dessa quantia é patrocinada pela prefeitura de São Paulo, ou seja, esse dinheiro sai do bolso do trabalhador que acorda 5 horas da manhã para trabalhar e pagar seus impostos. Ao invés de ver esse dinheiro investido em áreas que lhe beneficiem como cidadão, não, o dinheiro dele e de muitos outros está sendo investido em construção de estádios…

E não apenas o Itaquerão está levando dinheiro público, mas sim uma média de 14 estádios pelo país. Nossa presidenta Dilma Rousseff fala de um investimento para a Copa do Mundo no valor de 33 bilhões de reais (!). Talvez fosse muito melhor se esse valor fosse investido diretamente na educação, na saúde, no transporte e em outras áreas que beneficiem os cidadãos. Todo esse investimento em estádios de futebol pode ser questionado, sabendo que tantas pessoas ainda passam fome e morrem em hospitais no nosso país… 


Categorias: Brasil, Post do leitor


0 comments