Post do Leitor

Post do leitor – William Soares Gonçalves

[Neste dia de Natal, a reflexão da Página Internacional fica por conta do nosso leitor William Soares Gonçalves, aluno da Escola Estadual Profª. Zeicy Apparecida Nogueira Baptista, em Taboão da Serra/SP. Seu novo texto é sobre a Amazônia, assunto tão importante para o Brasil e para o mundo. Boa leitura e um ótimo Natal a todos!]

Vamos cuidar do que é nosso 

A Amazônia, sem sombra de dúvidas, é um dos maiores berços ecológicos – se não for o maior – do mundo. Por essa questão, ela também é muito visada por pessoas que querem ganhar dinheiro a partir da diversidade ecológica ali presente. O desmatamento, o tráfico ilegal de animais, as construções de estradas também ilegais… tudo isso contribui para o futuro fim da nossa Amazônia.

Apesar de ter citado que a Amazônia é um berço ecológico, ela pode ser também uma mina de ouro quando cai nas mãos erradas. Funciona mais ou menos assim, por exemplo: o empresário quer uma arara azul para deixar de enfeite na sala de sua casa. Sabendo que se trata de um animal raro, ele contrata uma quadrilha especializada em tráfico de animais, que faz o serviço para ele.

Isso na verdade é um jogo mafioso entre quem rouba e quem compra, alimentando ainda mais esse mercado negro e ilegal. Contudo, em toda essa história, quem leva a pior é a floresta que perde mais ainda o que já está em falta. Talvez se não houvesse quem alimentasse esse crime contra a natureza, nossa floresta não estaria na situação que está…

Mas não é só o trafico de animais que prejudica a Amazônia. De 1901 a 2000, a área desmatada amazônica para a prática da pecuária de grandes fazendas é seis vezes maior que o território de Portugal. Isso a partir de dados de 12 anos atrás, imaginem então como deve estar a situação atualmente. [Leia mais aqui.]

O Brasil é o segundo maior produtor de soja do mundo, uma das causas que impulsionam esse desmatamento. Com o aumento da demanda de exportação para outros países, a consequência é também o aumento do plantio, levando à necessidade de novas áreas para este plantio. E como terreno na Amazônia não falta, os grandes produtores partem para o desflorestamento em certas regiões para a prática do plantio da soja.

Outras atividades que prejudicam também a floresta são a extração de petróleo e a mineração que, além de destruírem o verde, poluem também o solo, o ar e as águas. A construção de estradas ilegais também contribui para facilitar o transporte de madeira ilegal e o transporte de gado.

Na realidade, todos nós devemos respeitar nossa natureza assim como a nossa Amazônia, tão importante para o mundo e especialmente para o Brasil. O Ibama e os governantes devem estipular leis mais severas para aqueles que fazem mal ao que é nosso. Então fica o aviso: devemos cuidar do que é nosso ou a floresta – que, para nós brasileiros, é sinônimo de orgulho – irá acabar. 


Categorias: Brasil, Post do leitor


0 comments