Passaram a perna no Zelaya

Por

Se lasquei! E agora?

E o Zelaya? Achou que estava bem na fita com o acordo que os Estados Unidos tinham costurado, que ia voltar ao poder até o ano que vem, que o Micheletti ia ser “linchado” pelos hondurenhos, enfim, que tinha se dado bem.

Eu mesmo achei que ia demorar um tempinho até escrever outro post sobre Honduras.

Doce ilusão. O Zelaya já voltou a dar trabalho pra nós aqui do blog…

Foi confiar nos Estados Unidos, deu no que deu. Agora ele já os acusa de terem mudado de lado.

Se eles mudaram de lado eu não sei, sinceramente, pois muitas vezes é difícil saber de que lado estão. O discurso do Obama é um, a prática, outra.

Aconteceu que logo após os dois lados briguentos de Honduras aceitarem o acordo costurado pelos Estados Unidos, o representante americano pirulitou-se do país. Sumiu. Foi embora e deixou o Zelaya, o Micheletti se acertarem. Só que o acordo firmado pelos dois não previa que o presidente ‘deposto’ voltasse ao poder. O texto é que seria decidido se ele voltaria ou não.

E a demora pra sair essa definição mais o fato de o Micheletti ter formado o tal “governo de união nacional” previsto pelo acordo sem consultar o Zelaya o deixou irado. Ele disse que não aceitaria mais o novo acordo.

E o Zelaya não voltou ao poder como esperava.

E foi chorar pros Estados Unidos. Qual foi a reação do vizinho do norte? “Turn yourself”. Em português claro: Se virem. Afinal, esse é um assunto interno, de competência de Honduras.

Nessa o Zelaya continua abrigado na embaixada brasileira reclamando e fazendo uso político dela, o Micheletti continua mandando no país. A única diferença é que o assunto já esfriou, parou de vender papel e a mídia decidiu deixá-lo em segundo plano.


Categorias: Américas, Estados Unidos, Polêmica