OTAN, alguém aí?

Por

Hoje Medvedev, o presidente da Rússia, avisou a todos que está modernizando seu arsenal tendo em vista o “avanço da OTAN”. Algo facilmente explicado pela já manjado Dilema do Prisioneiro, que não vem ao caso comentar agora. O que importa é que a OTAN está tendo sérios problemas em atingir seus objetivos.

Após cancelar as atividades do Conselho OTAN-Rússia devido ao conflito na Geórgia, a OTAN decide realizar 2 atividades simultaneamente que beiram ao absurdo: retomar esse conselho e chamar a Ucrânia e a Geórgia para seu quadro de membros (esse é o tal “avanço” que Medvedev tem medo). É obvio que isso daria problema, é igual uma pessoa se separar porque o companheiro (a) tem uma amante e depois tentar voltar com as duas ao mesmo tempo, uma sabendo da outra. Será necessária uma excelente condução das políticas da Organização para conseguirem realizar tal fato, e se conseguirem, não será sem perdas.

Tanto que existem grandes chances do Conselho OTAN-Rússia voltar a funcionar, de acordo com os próprios russos, mas essa informação foi seguida logo por uma afirmação de seus receios com a OTAN! Pra que serve esse conselho então? Para trocarem farpas em hotéis de luxo ou pra realmente discutir o que deve ser acordado para a paz no Hemisfério Norte? Porque a negociação do escudo antimísseis ocorreu fora da OTAN (que tem planos de ter um projeto semelhante), e outros tópicos importantes podem ser resolvidos fora também.

Em suma, aonde essa OTAN quer chegar?


Categorias: Organizações Internacionais


0 comments