O Honorável

Por

Karzai. Qualquer semelhança com o Glu-Glu não é mera coincidência

É pegadinha? Depois de toda polêmica de fraudes nas eleições do Afeganistão, o adversário do atual presidente Karzai simplesmente se retira da disputa.

E aí, o que a Comissão eleitoral faz? Cancela o segundo turno e empossa o Karzai. E ainda diz:

“Declaramos o honorável Hamid Karzai como presidente porque ele venceu o primeiro turno e é candidato único no segundo”

Primeiro: será que ele venceu mesmo o primeiro turno? Com tanta fraude, talvez nem ele mesmo saiba…

Além deste pequeno detalhe, particularmente, gostei do “honorárel”. Em português claro, significa “aquele que tem honra, honrável, digno de ser honrado”.

Não sei a opinião de vocês, mas um sujeito com provas claríssimas de fraude em eleições, sem dizer das acusações de envolvimento com grupos terroristas, não é digno de ser honrado. Sem muitos comentários quanto a isso.

“O Honorável” pode ser, também, um título. Nos EUA, é utilizado por oficiais do governo. No Reino Unido, uma forma carinhosa de se chamar os nobres filhos de barões e viscondes e filhos caçulas de condes. Juízes da alta corte, membros dos Conselhos Executivos, do Comitê Privativo da Rainha e outros oficiais também recebem o título.

A Comissão Eleitoral do Afeganistão inovou e parece ter “concedido” informal e inconscientemente a honraria ao polêmico e sujo Sr. Karzai. Ops, perdão. Ao polêmico e sujo, O Honorável Sr. Presidente Karzai.

Filho de conde ele não é. Nem trabalha para o governo britânico ou americano. O que será que fez o vice desistir do pleito (dizem que ele queria a saída de alguns ministros e do chefe da comissão eleitoral) e a Comissão não investigar as suspeitas de fraude nas eleições e dar o mandato ao Honorável Karzai novamente?

Vai entender…


Categorias: Ásia e Oceania


0 comments