Histórico

Einstein

 

“Eu te amo para começar a amar-te,
para recomeçar o infinito
e para não deixar de amar-te nunca:
por isso não te amo todavia.”

 

Eis uma estrofe dos Cem Sonetos de Amor do poeta, e também diplomata, Pablo Neruda. Eis o amor de cada membro da Página Internacional pelo blog. Amor e dedicação, ingredientes essenciais para qualquer sucesso. Um sentimento para se sentir, um amor para não amar o suficiente nunca e, assim, prosseguir amando o blog e o que fazemos.

E quem diria que chegaríamos onde chegamos? Por certo, em nossas pretensões iniciais com o blog, não sonhávamos tão alto. Iniciativa capitaneada pelo Alcir em janeiro de 2009 e que logo ganhou coro entre os membros. Dedicávamos a analisar criticamente os principais fenômenos em curso das relações internacionais, de modo que qualquer público externo à área pudesse ter facilidade em compreendê-los. Queríamos nos ocupar criativamente do aprendizado em sala de aula. Fomos além, ganhamos popularidade, traduzidas em carinhos, sugestões, apoio e conquistas.

Fomos premiados no concurso nacional “Top Blog”, na categoria Política, em 2009 com o primeiro lugar pelo júri acadêmico e o terceiro lugar segundo o júri popular; e, nos anos de 2010 e 2012, com o segundo lugar pelo júri popular. Em 2010, vencemos ainda o concurso “BlogBooks”, promovido pelo Portal Ediouro, também na categoria Política, e, consequentemente, tivemos a possibilidade de publicar um livro do blog na Bienal do Livro de 2011 no Rio de Janeiro. É uma emoção indescritível, a ponto de as palavras não alcançarem a voz, mas capazes de inundarem o coração e o espírito. Em junho de 2012, celebramos a publicação do nosso milésimo post com um vídeo comemorativo:

O mais interessante deste projeto é que éramos (e somos) analistas e, ao mesmo tempo, aprendizes, estimulados pela mensagem da frase que passou a nos guiar: a incompreensão do mundo. Evidentemente, não pretendemos trazer respostas prontas e acabadas, mas exercitar as nossas dúvidas mutantes e as nossas conclusões inacabadas, em meio ao dinamismo da realidade que nos cerca. As discussões, na parte dos comentários, são fundamentais para esse exercício e os leitores muito nos ensinaram.

É cabido também um relato particular sobre a organização interna do blog. Nós sempre nos cobramos muito! Em momento algum, deixamos a tocha cair. Ocupamo-nos de passar diariamente a responsabilidade compartilhada, um para o outro, para sempre nos mantermos atualizados. É uma equipe fantástica, cujo profissionalismo excede o formalismo: antes de sermos colaboradores, somos amigos! Uma amizade que percorre toda e qualquer distância. Nossos laços fraternais se desenvolveram logo nos primeiros meses da graduação e, ao término dela, permanecemos unidos, como se a ausência não pudesse ser sentida um dia sequer. Alguns membros acabaram por nos deixar na rotina de postagens semanais, mas permanecerão atados à história da Página Internacional. Não é mesmo, Adriana, Alcir, Adriana, Andrea, Anna, Carla, Ivan, Luís Felipe e Rafael?

Por fim e o mais importante, os agradecimentos. Agradecemos imensamente a você, leitor, que, dia após dia, nos acompanha nesta aventura de desbravar a incompreensão do mundo. Deixamos expressa a nossa gratidão a todos os parceiros, apoiadores e professores – em especial, da UNESP – Franca – por contribuírem com esta iniciativa.

Em nome de toda a equipe da Página Internacional, encerramos com o nosso muito obrigado pelo respeito e pela confiança. Fiquem todos certos de que o nosso insuficiente amor sempre brilhará no amanhã!

Confiram abaixo o infográfico comemorativo por ocasião dos 5 anos da Página Internacional, ilustrando importantes momentos do histórico do blog:

Infográfico comemorativo de 5 anos do blog