Hillary, the Movie

Por

Prezados leitores, mais uma vez gostaria de agradecer o companheirismo de vocês e dizer que no nosso sucesso no concurso Top Blog em grande parte se deveu a vocês. Nosso muito obrigado!

Ainda na euforia do do resultado do concurso, gostaria de comentar uma notícia que vi hoje rapidamente na internet. Durante a última campanha presidencial nos Estados Unidos um documentário feito com dinheiro privado sobre a atual Secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton foi censurado. No filme, a ex-senadora é tratada como uma política corrupta e autoritária (Mas isso alguns de nós já desconfiavamos). A Suprema Corte julgará o mérito da questão nos próximos dias.

Mas por que isso preocupa tanto os norte-americanos, em especial os políticos? É que se a moda pega, segundo Sérgio Dávila, isso poderá alterar os rumos das próximas campanhas eleitorais, coferindo-lhe um certo tom desleal, pois abre precedentes para que a vida dos candidatos seja exposta sem nenhuma forma de ética ou pudor, correndo-se o risco de se lavar a roupa suja em público.

O que chama a atenção é o fato, novamente, do país “mais democrático” do mundo lançar mão de um instrumento tão abominado por tolher a liberdade de expressão como a censura.

Está claro que a justificativa da medida é proteger os governantes do país e consequentemente garantir a governabilidade e estabilidade política. Fico me perguntando no que isso é diferente quando Hugo Chávez não renova a concessão de Tv porque esta é usada pela elite opositora para denegrir a sua imagem…não seria esse um jeito também de se defender?

Ficamos hoje por aqui!

Abraço a todos!


Categorias: Estados Unidos, Polêmica


0 comments