Há um ano...

Por

relogio ha um ano
Há um ano, um dos temas que preenchiam o conteúdo do blog era o anúncio do General Santos Cruz para comandar a brigada de intervenção das forças de paz das Nações Unidas na República Democrática do Congo, a MONUSCO. Em um relato pessoal cativante que vale a pena ser relido (confira a íntegra aqui), vemos o General sob uma perspectiva diferente, do dia-a-dia daquele que há aproximadamente um ano lidera a mais desafiadora missão onusiana da atualidade – em um país cujas duas últimas décadas de guerra já vitimaram aproximadamente 5,5 milhões de pessoas.

O fato de, pela primeira vez desde 1948, os capacetes azuis possuírem autorização para “impor” a paz, ou seja, “dar o primeiro tiro” em prol da resolução do conflito, torna histórica e delicada a missão do General, em um tênue limiar entre uso necessário ou exagerado da força. A derrota do M23, então maior grupo armado do país, em novembro se mostrou como vitória importante de uma batalha que parece longe de chegar ao seu final, contado com um líder brasileiro como protagonista…

Voltando-se para questões internas, outro excelente texto ainda trouxe reflexão sobre a polêmica questão da saúde pública no Brasil, bem como as estratégias e os programas adotados pelo governo nesta área. Às voltas com o “Programa Mais Médicos”, instalou-se, há pouco menos de um ano, enorme polêmica envolvendo a questão de “importação” de médicos. Hoje a avaliação parece positiva, apesar das críticas sempre existentes, no sentido de que o governo demonstrou pulso firme nas medidas em saúde. Méritos e dificuldades à parte, vemos que o programa se tornou um carro-chefe eleitoral do atual governo Dilma….

Postando e relembrando, esse é o “Há um ano…” na nossa Página Internacional!


Categorias: Brasil, Conflitos, Há um ano...