Há um ano...

Por

O mundo parece que gira em falso. Há um ano, a discussão internacional rondava – adivinhem – o Irã. E um pouco do Brasil também. Quem diria que os temas estariam tão relacionados um ano depois.

Na época, o Brasil era criticado pelo Giovanni (aqui) devido à relação entre nossa participação no Haiti, considerada hipócrita, e as pretensões a um assento permanente no CS da ONU. Esta postagem servia de gancho para outra na qual o Alcir tratava da falta de utilidade prática do CS, mas também dava indícios de que o Brasil era meio que leniente com denúncias de abusos de Direitos Humanos. Ora, basta ver as vistas grossas de Lula quanto aos prisioneiros de Ahmadinejad em sua recente visita ao país do Oriente Médio. Aliás, muitos desses prisioneiros políticos acabaram sendo os protestantes que denunciavam as fraudes nas eleições passadas. A comoção foi discutida aqui e aqui.

Via-se também como Lula já meio que defendia o presidente iraniano ao declarar que a fraude eleitoral não teria ocorrido. Tudo fica claro – assim como o Brasil ignora a “não-intervenção” para mostrar serviço na ONU, ignora as arbitrariedades do Irã em prol do comércio bilateral. Mal sabia Lula que essa teimosia traria resultados ruins para suas ambições no CS.

Isso pois se houve alguém que mudou muito foi o Obama. Na época, buscava reatar com a Venezuela e era aplaudido como o líder que soubera recuar para atingir resultados construtivos. Mas agora, com o esgotamento de seu ímpeto inovador o fracasso em fazer valer muitas de suas promessas, voltou ao bom e velho diálogo à la Bush e comandou o time das sanções contra o Irã.

Que fim teve tudo isso? Ahmadinejad continuou na presidência. Os prisioneiros políticos dos protestos ainda apodrecem em alguma masmorra. E Lula aproveitou pra jogar pela janela todo o esforço no Haiti e perder todo o apoio que tinha de membros permanentes à vaga no CS em uma jogada despropositada para mostrar força no cenário internacional, defendendo o coitadinho do Irã. Imagino como isso fica daqui a um ano.


Categorias: Brasil, Estados Unidos, Há um ano..., Oriente Médio e Mundo Islâmico


0 comments