Há um ano...

Por

Há um ano, o cenário internacional não se encontrava tão agitado como neste momento de 2011, em que nos vemos cercados de polêmicas diversas, tais como a morte de Bin Laden, a prisão do chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI) por abuso sexual e a declaração de prisão de Kadafi, o ditador líbio, por parte do Tribunal Penal Internacional acusado de crimes contra a humanidade. Relembremos alguns fatos, pois.

Por falar em FMI, há um ano a Grécia estava recebendo um pacote financeiro de ajuda internacional por conta de suas dificuldades internas ainda em conseqüência da crise mundial. Este ano, Portugal é que está vivendo situação muito similar, tendo sido aprovado ontem um plano de resgate para o país a partir de recursos do FMI em conjunto com a União Européia. Passam os anos, mas a União Européia permanece com suas grandes desigualdades, sendo que o receio é que a “crise grega” do ano passado possa “contagiar”, de alguma forma, o conjunto da Zona do Euro.

Também é válido destacar que, neste período do ano passado, Obama estava entre “dengos e afagos” com o presidente afegão Hamid Karzai na Casa Branca. E eis que, aproximadamente um ano depois, Obama se vangloria internacionalmente por ter eliminado o inimigo número um dos Estados Unidos da América, Osama Bin Laden, em terras paquistanesas, depois de anos durante os quais todos acreditavam que ele estivesse no Afeganistão. Contudo, a polêmica gira em torno dos meios utilizados para “promover justiça”… até que ponto os fins podem efetivamente justificar os meios?

Há um ano outro fato interessante é que Lula estava no Irã em meio a (tentativas de) negociações com Ahmadinejad. O mesmo Ahmadinejad que está hoje enfrentando tremendas dificuldades internas devido a afrontas ao líder religioso supremo do país.

Será que daqui a um ano os comentários serão diferentes a respeito destes acontecimentos? De fato, existem coisas que só o tempo poderá nos dizer. Enquanto isso, vamos postando e relembrando…


Categorias: Há um ano...