Há um ano...

Por

Além dos debates envolvendo o fatídico 11/09, tivemos questões importantes sendo abordadas aqui no blog em Setembro de 2011 e, com destaque para três textos, vamos recapitular brevemente a seguir. 

Não poderíamos deixar de mencionar o texto escrito pela leitora Tamiris Hilário, no qual são apresentadas possíveis conexões existentes entre o mundo da arte e o mundo político, econômico e social. Sendo a arte intrínseca à sociedade, ela poderia mudar o mundo! Este foi, talvez, o texto que a inspirou para escrever a série “Ideias que transcendem fronteiras”, composta por dez textos que se estenderam de Maio até Agosto do presente ano. Vale a pena clicar aqui e relembrar todos os debates colocados em pauta, até mesmo transcendendo as Relações Internacionais para outros caminhos. 

Em outro momento, Luís Felipe abordou a tão questionada crise na União Europeia. Já se discutia, então, a preocupação existente com a Grécia, Portugal, Espanha e assim por diante. Mais do que isso, abordava-se uma suposta estagnação no processo de integração regional europeu, colocando dúvidas quanto ao futuro de uma “Europa sem fronteiras”. O debate continua mais do que atual, alocando Alemanha e França em uma corda bamba sem fim, sendo salvadores e, ao mesmo tempo, culpados pela “tensão do euro”. 

Por fim, o Raphael abordou o tema dos combustíveis, indagando se estaria surgindo uma nova geopolítica energética no planeta. Ele fez, supostamente, uma previsão de futuro e uma nova análise também cairia nesta miríade. O que se tem hoje, diferentemente do passado, é a tentativa de se estabelecer fontes alternativas de energia. Ainda tem bastante petróleo para ser explorado, mas ele não é infinito. As energias solar e eólica, bem como o caso central dos carros movidos à energia elétrica já mostraram e continuam demandando uma nova ordem que se segue a este respeito. 

Abordagens do passado que continuam com uma atualidade sem tamanho. Por isso é bom relembrar e relembrar.


Categorias: Há um ano...


0 comments