Há um ano...

Por

Janeiro de 2012 começou com polêmicas e a Página Internacional não se isentou de abordar alguns desses assuntos. No dia 12, o Alcir voltava a colaborar com um texto interessante e engraçado. Em “O Som da Globalização”, comentou alguns o fenômeno da globalização e alguns de seus efeitos práticos para o Brasil. Tratou desde a facilidade de encontrar pessoas usando o chinelo Havainas mundo a fora até o fato de Michel Teló ter se tornado um dos maiores fenômenos internacionais e referências de Brasil para os estrangeiros. Clique aqui para rever. 

Em “Ocidentalizando a China”, escrevi um texto sobre as novas medidas do governo chinês para reduzir o acesso da população à cultura ocidental. À época, segundo o presidente Hu Jintao, deveria haver mais medidas para controlar a produção cultural e evitar que ocorresse uma “ocidentalização” do país. Por isso, o governo acabou por bloquear cerca de 2/3 dos canais de televisão fechada da China e, no maior estilo da Revolução Cultural, anunciou que as emissoras deveriam produzir programações que tratassem mais do comunismo.  

Ainda naquela semana, no dia 09 de janeiro, o Álvaro apontou um começo de ano alarmante na África Subsaariana. Em seu post, tratou sobre a situação do conflito no Sudão depois da criação do Sudão do Sul em paralelo com o conflito na Síria. Segundo ele, o Sudão do Sul trouxe apenas uma redução do foco do conflito, sem alterar sua crueldade ou a situação de miséria, fome e pobreza da população local. Um dos aspectos mais interessantes (e preocupantes…) é a comparação com o conflito sírio e, acima de tudo, o apontamento do fracasso da missão de observação da Liga Árabe no Sudão. Afinal das contas, como teria sucesso qualquer missão dessas se o observador principal é ligado a Bashar Al-Assad e procurado pelo Tribunal Penal Internacional? Clique aqui para reler o post. 

É isso aí, pessoal, postando e relembrando!


Categorias: Há um ano...