Há um ano...

Por

A virada de janeiro para fevereiro de 2012 foi bastante agitada. Duas postagens em pouco mais de uma semana tratavam do mesmo tema, a crise da Síria. A primeira, sobre como ainda era uma questão secundária no noticiário internacional, enquanto se dava muita atenção ao Irã, possivelmente sem necessidade. A segunda, mais contundente, falava de como China e Rússia vetaram a atuação do CS da ONU para lidar com os massacres no país. Em ambos se via as questões da soberania, da não-intervenção, e dos ouvidos moucos e vista grossa das potências a temas importantes quando havia interesse econômico na jogada. Esses dois países ainda bloqueariam muitas outras tentativas de condenação aos massacres de Assad naquele ano, mas gradualmente mudam seu discurso enquanto sobe a contagem de corpos. Mas, na prática, está tudo estagnado e até hoje temos notícias de como o país está sendo, literalmente, destruído

No comecinho de fevereiro, tínhamos uma postagem sobre a presidente Dilma, sua visita a Cuba e um pouco do perfil de sua política externa. Após dois anos de mandato, dá pra ver claramente que o perfil de Dilma lá fora é bem menos “espetaculoso” que o de Lula, evitando o personalismo e algumas alianças meio estranhas (lembram do “nosso amigo e irmão Kadaffi”?). Vemos uma diplomacia com mais pé no chão e menos disposta a aventuras (mesmo por que as condições pra isso parecem ter se perdido). Se essa ponderação toda vai dar certo, só vamos saber lá pra 2014, mas o perfil é bem diferente de Lula nessa aspecto, isso não podemos negar. 

Por fim, no dia 06 de fevereiro, uma postagem breve sobre a queda de governos na Europa, fulminados pela crise econômica. A situação ainda está mal na Europa, e algumas previsões (como a saída de cena de Sarkozy) se concretizaram, mas poderia estar pior. Na melhor das hipóteses, temos o risco de uma quebra geral evitado, mas não impedindo que países como Portugal estejam retraindo e invertendo padrões de imigração do século XIX. E Europa ainda tem muito caminho pela frente, e muitos governantes ainda vão rodar nessa brincadeira. Isso aí pessoal, postando e relembrando!


Categorias: Há um ano...


0 comments