É… sashimi de porco agora não dá…*

Por

Não, eu não estou na foto.

Em 2 dias, um crescimento de quase 1700% no número de casos alarmou o Japão e, em especial, a região de Kinki, na qual estão Kobe e Osaka e, feliz ou infelizmente, a província onde estou. 1700%!? Oh, nossa querida correspondente internacional deve estar em perigo! =p

Até agora são “somente” 139 os infectados pela nova influenza (é o modo como os japoneses se referem à doença aqui) no Japão. O termo gripe ou influenza suína foi utillizada no início, mas caiu em desuso por razões óbvias… Nosso querido provedor de bacon saiu de cena já faz algum tempo e aqui não se fala mais nele.

Bom, para que tenham idéia da escala progressiva da doença aqui, estou falando às 21h50, horário local do dia 18 de maio. Só neste fim de semana, 128 novos casos foram confirmados. É engraçado pensar que o crescimento relativo desse surto, no Japão, representa menos de 3% dos infectados nos EUA até o presente momento… E é trágico pensar que o caso que surgiu em Kobe – o primeiro caso de alguém que não teve contato com o exterior – representa um grande furo em todos os esquemas estabelecidos pelo governo até agora para prevenir o avanço da doença.

Minha teoria é de que tenha ocorrido contato com alguém que veio do exterior, ou seja, que passou despercebido pelos esquemas dos aeroportos. E pensar que em todas as partes do mundo houve um certo gap inicial em tais esquemas… Acredito que não tardará muito até que surjam surtos repentinos em progressão geométrica no mundo inteiro. Ou não, neah? Já que só acha quem procura sarna para se coçar… E o japonês em geral surta com qualquer ameaça.

É engraçado ver que não há nenhum caso na África… Afinal de contas, quem se importa, não é mesmo? Eles não podem comprar Tamiflu e Relenza! (…)

Até agora eu não estava tão preocupada com a tal influenza. Temos Tamifuru (como dizem os japoneses), sara rapidinho, desde que diagnosticado no início, eu não tenho nenhuma doença crônica e nem estou grávida… Portanto não há agravantes…

Entretanto, de sábado para cá, enquanto traduzia a mensagem do governador, me peguei pensando: se o vírus da influenza é tão mutável, quem garante que em breve o tamiflu ainda funcionará? E o mesmo remédio utilizado para a gripe aviária ainda serve aos propósitos da gripe suína? Interessante… Afinal é tudo a mesma coisa, não é mesmo?! Frango, porco… tudo o que tem na fazenda… Quando surgir a gripe do peixe, deve funcionar também, neah?! Acho que vou fazer uns estoques…

Bom, como eu tô em contato direto com a doença, digo, com informações sobre a doença, aproveito o espaço para divulgar como os japoneses estão se preparando (em português, é claro). Então, caso a situação piore por aí também… É a Página Internacional informando e salvando vidas! Hahaha

Que Nara continue entre mim e a gripe, Amém!

Estou há uma província de distância do surto em Osaka (eu estou em Mie) e não duvido nada de que em breve estarei indo ao trabalho de máscara (aliás, preciso comprar uma caixinha básica… espero que ainda não tenha esgotado)…

Wish me luck, people! ^^

P.S.: É incrível estar em um ambiente de paranóia… Imagino que vocês aí no Brasil estão tranquilíssimos, não?!

*Detalhe, não sei se existe sashimi de porco realmente… =p


Categorias: Ásia e Oceania


1 comments
Ivan Boscariol
Ivan Boscariol

Que orgulho!!Poste mais vezes! Adoro te ver por aqui!!