Diplomacia unificada?

Por

Eu só acredito…

VENDO!


É, agora dá pra acreditar! – União Européia prepara um serviço diplomático unificado

Ou seja, agora existirão “Embaixadas Européias”, representantes oficiais da UE em diferentes países além das representações individuais de cada país-membro. Mesmo meio a cortes de gasto em diversos serviços diplomáticos, a União Européia mostra a que veio e dá mais um passo a sua evolução como Bloco. Claro que com uma boa e velha inchada no orçamento, daquelas que nunca faltam em projetos governamentais!

Além do mais, a turma do protecionismo conseguirá grandes avanços diplomáticos com essa iniciativa, junto com outras temáticas que todos os países concordam. Isso se conseguir contornar suas próprias controvérsias intra-bloco. Afinal,

Suíça diz: energias limpas?

França: Veja bem, tem outros assuntos a discutir, como a Guerra do Iraque!

Reino Unido: ahn… e Cuba?

Espanha: Cuba é amiga! Como a Turquia!

Grécia: Turquia é amiga de quem?

E assim vai. Por mais que vejamos posições unificadas no comércio, dificilmente veremos em assuntos polêmicos como política ou do papel do Estado na Economia. São países e interesses demais em jogo até mesmo para suas decisões internas, para protestar e negociar fica ainda mais difícil!

Outro problema será o de representação desse bloco, já que com certeza os países menores ou menos vocais se sentirão menos representados e darão chilique uma hora ou outra. E com isso, as manchetes de sempre: “Clima de desunião marcam Cúpula da UE” ou outras semelhantes. CLARO, é igual reunião do clube dos 13, eles podem querer que o futebol cresca mas sempre com o time deles na frente!

A foto é antiga mas a amizade continua!

“O espírito de cooperação internacional está perdido!” – Errado. Ele nunca realmente existiu, o pessoal só tolera seus vizinhos porque isso é o melhor pra eles. E não tem churrasco de bairro que conserte essas relações.

Controvérsias e polêmicas de lado, devemos nos inspirar nesses esforços de cooperação e torcer que um dia isso seja possível nos outros continentes. E aí Lula, como andam os avanços da Unasul?


Categorias: Organizações Internacionais, Política e Política Externa