Contrato com o Diabo

Por

Em 2001, Abdelbaset Ali Mohmed Al Megrahi foi condenado à prisão perpétua por ter colaborado em um atentado terrorista em um voo da PanAm que matou 270 pessoas logo após a decolagem, acima da cidade de Lockerbie, Ecócia no ano de 1988. Após ser diagnosticado com câncer terminal de próstata foi liberado pelo governo escocês por misercórdia e retornou a Líbia para passar seus prováveis 3 últimos meses de vida.

E aí? E aí que:

“Festa que poderia ter tido como tema: ‘Ditadura: o caminho do futuro’ “


1. O governo da Líbia está longe de ser democrático, sendo que o atual “Líder” do país, Coronel Muammar al-Gaddafi comanda o país de 1969 após um golpe de estado que foi, digamos, “tumultuado”.

2- O governo libanês oprime minorias e não dá muita atenção pra desigualdades sociais ou problemas nos países vizinhos

3- Quando Megrahi retornou à Líbia, foi recebido com festa e etc.

Tudo isso mostra como a condução da Política Externa do Reino Unido é marcada por decisões estranhas, em momentos praticamente provendo legitimidade à governos corruptos como o Libanês e em outros lutando para trazer a democracia a força no Iraque. Não faz muito sentido essa diferença de posicionamento, certo? Tem que ter algo em comum entre os dois países, tem que ter…

Ah sim, tem isso: “O ministro (de Relações Exteriores do Reino Unido) também rebateu as acusações do jornal “Sunday Times” de que Londres aceitou incluir o líbio em um acordo de transferência de presos com Trípoli em troca de um contrato potencialmente milionário entre a companhia britânica BP e a Líbia.” – Folha Online

Agora tá explicado.


Categorias: Europa


0 comments