104 anos de um sopro eterno

Por

Se a vida é um sopro, fato é que algumas pessoas têm o poder de deixar marcas infindáveis, seja pela genialidade de suas obras, pela importância de suas ações ou pela simplicidade em sua grandeza. E a personalidade que nos deixou ontem certamente fez com que esse sopro de vida centenária se tornasse eterno.

Oscar Niemeyer, o “pai” de Brasília, um arquiteto que deixou sua marca registrada na idealização e construção do coração político do país, além de conferir beleza e funcionalidade a tantas outras cidades brasileiras – o complexo da Pampulha, em Belo Horizonte; o Parque do Ibirapuera e o Memorial da América Latina, em São Paulo; e o Sambódromo da Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, são apenas algumas das grandes obras de seu legado no Brasil. Pelo mundo afora, seu nome também consta na autoria de grandes projetos, tais como a sede da ONU em Nova York ou a Sede do Partido Comunista Francês em Paris, por exemplo. [Confira a lista de suas obras e projetos pelo mundo aqui.]

Acreditando politicamente no comunismo durante toda sua vida, o que lhe rendeu anos de exílio em tempos passados, suas obras buscaram sempre contribuir para a construção de uma sociedade mais justa, rompendo com as convenções por meio de suas curvas e de sua originalidade.

Conferir dinamismo ao concreto – elementos à primeira vista absolutamente paradoxais – foi o que consagrou este carioca como mestre, sendo celebrado pela admiração de cada indivíduo que se depara com suas obras, assim como pelos tantos prêmios internacionais recebidos, em que se destaque o Pritzker (1988), maior reconhecimento no mundo da arquitetura.

Sem Niemeyer, um dos precursores da arquitetura moderna, hoje o mundo amanheceu mais triste, rendendo-lhe elogios póstumos através dos mais diversos meios de comunicação internacionais. Lamentar a morte de Niemeyer é inevitável, mas mais vale festejar o que foi sua vida, um exemplo de genialidade já imortalizado em cada uma de suas obras e realizações.

 “A vida é importante; a Arquitetura não é. 

Até é bom saber das coisas da cultura, da 

pintura, da arte. Mas não é essencial. 

Essencial é o bom comportamento 

do homem diante da vida.” 

Oscar Niemeyer

 


Categorias: Brasil, Post Especial


2 comments
Anonymous
Anonymous

Bianca Fadel.Belissimo texto. Realmente o arquiteto Oscar Niemeyer é , e será uma referencia mundial. Sua marca registrada, por muitos seculos e muitos seculos será lembrada, pelas suas curvas , suas belezas e ... etc. etc.... Maravilha

Anonymous
Anonymous

A mídia se encarrega de sobrepuljar o dom em relação ao que a própria pessoa gostaria. Ser um sujeito melhor está acima de uma capacidade extra-classe...